“O romance policial é especialmente popular em momentos de inquietação, ansiedade e incerteza, quando a sociedade se depara com problemas que nem o dinheiro, nem as teorias políticas, nem as boas intenções parecem capazes de resolver e aliviar.”

Segredos do romance policial
P. D. James

O trecho acima demonstra o quanto esses enredos podem ser uma saída catártica para a atual conjuntura brasileira. E nada mais justo do que homenagear o criador desse gênero, destacando a realização de um evento temático realizado no último dia 19 em Porto Alegre. A data marca os 210 anos de nascimento do escritor-norte americano.

HorrorCon: Edgar Allan Poe foi um debate aberto abordando a obra do autor e sua influência na literatura, no cinema, música e cultura pop. E a coluna Voos Literários convidou um dos organizadores desse evento, Lupus Wolfang, para explicar melhor o que foi a atividade:

Edgar Allan  Poe é imortal, como as memórias de suas amadas etéreas ou o bater das asas de seu corvo. Seu trabalho segue influenciando gerações mesmo 200 anos após seu nascimento.

Os Loremasters prezam pela difusão cultural acima de tudo. Nossos eventos sempre visam esse objetivo e procuramos propagar essa difusão da maneira mais imersiva dentro de nosso alcance. E que melhor oportunidade de realizar essa imersão que fazermos um evento na data de seu aniversário?

Sempre foi um grande sonho fazermos um grande encontro na data do aniversário de Poe. Dessa vez, com as parcerias certas (o Mondo Cane, a autora Amanda Leonardi e os professores e pesquisadores Claudio Zanini e Elaine Indrusiak), esse sonho finalmente tornou-se realidade.

Fizemos juntos uma Descida ao Maelstrom, fofocamos sobre o Curioso Caso do sr. Valdemar, futricamos nas tábuas sob as quais dizem haver um Coração Delator e o fizemos sob a influência de um grande Barril de Amontillado… tudo isso antes que fosse tarde demais e viesse um Corvo dizer ‘Nunca Mais’!”

Para quem não pôde comparecer sentir o clima do evento, achei interessante finalizar esse texto mostrando a lista de drinques temáticos criados no Mondo Cane Bar especialmente para o evento em homenagem a Poe.

Torço para que mais eventos de homenagens a escritores sejam promovidos por aí. É de interesse de fãs de determinados autores mas também são uma forma de despertar o gosto pela leitura em não-iniciados.

Foto: Estátua de Edgar Allan Poe em Boston / Stefanie Rocknak

 

Flávia Cunha
Author

Flávia Cunha é jornalista há mais de 20 anos e mestre em Literatura Comparada pela UFRGS. Desde 2015, atua somente na área cultural, em projetos literários e musicais. Sua paixão pelas duas áreas virou oficialmente uma empresa em 2018. Para saber mais: www.flaviacunha.com.br

Comentários no Facebook