Já escrevi porque aqui como acredito na Literatura Infantil como um instrumento de mudança social. O raciocínio é simples: crianças estão em um processo natural de aprendizado do mundo. Se durante esse período de desenvolvimento forem apresentadas a livros estimulantes e sem estereótipos, aumenta a possibilidade de, no futuro, essas pessoas serem menos preconceituosas e mais empáticas, além de terem mais vocabulário e capacidade de interpretação de texto. Ou seja, só há vantagens para quem é leitor.  

AUMENTO DAS CRIANÇAS LEITORAS

E uma boa notícia é que a criançada parece mais predisposta a gostar de ler atualmente. Pelo `menos é que aponta a 5ª Pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, divulgada recentemente. Entre diversos dados preocupantes e pouco otimistas revelados pelo estudo, destaca-se o aumento do número de crianças leitoras no país de 40%, em 2015 (data do levantamento anterior) para 48%, em 2019. Além disso, quando a pergunta é a motivação para ler, a faixa etária que mais lê “por gosto”, conforme a pesquisa, é a que vai dos 5 aos 10 anos (48%). Esses percentuais vão, infelizmente, diminuindo conforme a idade. De 11 a 13 anos fica em 33%, de 14 a 17 anos, cai para 24%, ficando em percentuais entre 22 e 25% entre os 25 e os 59 anos.

FALTA DE TEMPO?

Esta queda do número de leitores “por gosto” pode ser atribuída, claro, à dedicação de tempo a obrigações acadêmicas e profissionais, que vão crescendo naturalmente com o passar dos anos. Porém, se levarmos em consideração o uso da Internet, as crianças e adolescentes também surpreendem. São a faixa etária que mais usa esse recurso tecnológico para ler livros: dos 5 aos 10 (11%) e dos 11 aos 17 anos (13%). Dos 18 até os 70 anos de idade esse percentual não chega a 6% dos entrevistados. Confira a pesquisa completa aqui.

ENCANTAMENTO PELOS LIVROS

A partir dessa análise por faixa etária da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil 2020 , podemos perceber o quanto é necessário que nós adultos busquemos formas do encanto infantil pelos livros manter-se ao longo da vida. E esse, sem dúvida, é um dos objetivos do podcast Cantinho da Leitura, que será lançado pelo Vós, em breve, no dia 12 de outubro. 

Os episódios trarão dicas de livros infantis e formas de estimular os pequenos a gostarem de literatura. Além disso, serão escolhidos temas urgentes e necessários para serem abordados com as crianças, como feminismo, democracia e antirracismo. Na estreia, como falar sobre coronavírus e luto com as crianças em tempos de pandemia. A ancoragem é de Geórgia Santos, editora-chefe do Vós, e os comentários são da colunista aqui. O podcast foi idealizado pela F Cunha Produtora, em colaboração com o Vós.

FAC DIGITAL

A estreia do podcast Cantinho da Leitura foi contemplada pelo FAC Digital, da Secretaria de Estado da Cultura (Sedac-RS), em parceria com a Feevale e Feevale TechPark. 

#culturaessencial #facdigitalrs #feevale #feevaletechpark

Imagem: StockNap/Pixabay

Flávia Cunha
Author

Flávia Cunha é jornalista há mais de 20 anos e mestre em Literatura Comparada pela UFRGS. Desde 2015, atua somente na área cultural, em projetos literários e musicais. Sua paixão pelas duas áreas virou oficialmente uma empresa em 2018. Para saber mais: www.flaviacunha.com.br

Comentários no Facebook