Vocês já repararam como as fábulas, em geral, exaltam os machos e esquecem de contar sobre o papel das fêmeas na Natureza? Foi pensando em contar histórias com um olhar diferente do tradicional para seu filho de 5 anos que a jornalista gaúcha Clarissa Barreto criou o livro infantil Fábula Feminista: As Rainhas dos Animais. A obra tem ilustrações de Amarilis Lage e projeto gráfico de Clarissa San Pedro e está com financiamento coletivo aberto até 12 de novembro. Para colaborar, clique aqui.

Clarissa conta que o desejo de criar um livro para crianças surgiu quando estava escrevendo uma reportagem para a revista Superinteressante sobre golfinhos.  Ao pesquisar para uma matéria, descobri que as orcas são uma sociedade matriarcal e fiquei curiosa em conhecer outras.  Outro caso que encontrei são os bonobos, espécie de macaco  super ‘paz e amor’.  Ao contrários dos violentos chimpanzés, entre os bonobos são as fêmeas que mandam. “

Como produtora editorial, tive a oportunidade de conhecer o projeto da jornalista antes mesmo dele ir para a tela do computador. Em uma reunião, a Clarissa me pediu uma avaliação sobre a ideia.  Ao pensar em uma fábula feminista e no impacto positivo que isso geraria no público infantil, não tive dúvidas em apoiar a iniciativa. O enredo tem um enredo literário para chamar a atenção da criançada e suavizar todos os dados científicos coletados pela jornalista, acostumada a escrever para o público adulto. 

Depois desses ajustes iniciais, a agora escritora encontrou uma ilustradora e uma designer para tornar o livro uma realidade. Assim, temos uma equipe feminina para um projeto empoderador. Para quem for apoiar o projeto (apoiem!), não precisa nem questionar: o livro também é destinado para meninos. Até porque não conheço nenhuma mãe com dúvidas em levar sua filha ao cinema para assistir às aventuras de Simba e cia., do famoso Rei Leão.   

Flávia Cunha
Author

Flávia Cunha é jornalista há mais de 20 anos e mestre em Literatura Comparada pela UFRGS. Desde 2015, atua somente na área cultural, em projetos literários e musicais. Sua paixão pelas duas áreas virou oficialmente uma empresa em 2018. Para saber mais: www.flaviacunha.com.br

Comentários no Facebook