CLIQUE AQUI E APOIE O VÓS

.

Nesta semana, “Nova cloroquina”, cobaias humanas e a esquiva de Bolsonaro, que foi ao STF contra lei que compensa profissional de saúde incapacitado por Covid-19. Sem falar no retorno de Aras. E, sim, vamos falar das coxas do Lula.

Reportagem do Pedro Nakamura no Matinal Jornalismo mostrou que o hospital da polícia militar do Rio Grande do Sul testou proxalutamida em pacientes com Covid-19 sem autorização da Anvisa. O remédio fabricado na China é tratado por Bolsonaro como a “nova cloroquina” e não pode ser importado ou testado em seres humanos.

Os responsáveis pelo experimento foram o endocrinologista Flávio Cadegiani e o infectologista Ricardo Zimerman, que  depôs na CPI da Covid a convite do senador Luis Carlos Heinze (PP-RS), para defender o uso de medicamentos ineficazes contra o coronavírus.

.

Lembrando que a FDA, a Anvisa americana, tuitou na última semana que ivermectina é remédio pra gado

.

E como o buraco pode ser mais fundo, o presidente Jair Bolsonaro acionou o Supremo Tribunal Federal contra uma lei aprovada pelo Congresso que prevê compensação financeira a profissionais de saúde que ficaram incapacitados para o trabalho após contrair Covid. O argumento do Executivo é que a lei não prevê fonte de custeio para os gastos e inclui entre os profissionais de saúde assistentes sociais, pessoal administrativo e de segurança.

Pelo menos o Ministério da saúde começou a levar a sério a pandemia, um ano e meio depois, e anunciou terceira dose em idosos a partir de setembro.

Enquanto isso, o plenário do Senado aprovou novo mandato de dois anos para Augusto Aras como procurador-geral da República. Ele que foi indicado por Jair Bolsonaro. Ele passou por uma sabatina de seis horas na Comissão de Constituição e Justiça e, interessantemente, disse que não tem alinhamento com o presidente, fez críticas indiretas ao ex-procurador-geral Rodrigo Janot; e ainda criticou vazamentos, a Lava Jato e a “espetacularização” de inquéritos. Ah, e ainda falou sobre a idoneidade das urnas eletrônicas. É bobo, não.

Participam os jornalistas Geórgia Santos, Flávia Cunha, Igor Natusch e Tércio Saccol. Você também pode ouvir o episódio no SpotifyItunes e Castbox

Author

Jornalista, radialista, cientista política e uma viajante inveterada. Tem uma relação de amor com a comida. Gringa, não recusa um vinho e uma polenta. Fez da viagem um objetivo de vida. Lisboa é um dos seus lugares preferidos no mundo, embora as melhores histórias estejam na Itália.

Comentários no Facebook