No episódio desta semana, as culpas do presidente Jair Bolsonaro, da pandemia à economia.

.

CLIQUE AQUI E APOIE O VÓS

.

A CPI da Covid aprovou o relatório final do senador Renan Calheiros (MDB-AL) por 7 votos a 4. A Comissão investigou as omissões e responsabilidades de agentes públicos e privados com relação à maior tragédia sanitária da história recente do Brasil. Desde o início da pandemia do novo coronavírus o país já soma mais de 606 mil mortos. Foram seis meses de trabalho que culminaram na recomendação de indiciamento de 78 pessoas e duas empresas. O relatório responsabiliza, principalmente, o presidente Jair Bolsonaro. Os senadores entendem que ele é culpado de, pelo menos, nove crimes. Entre eles, o crime contra a humanidade.

.

Bolsonaro, obviamente, não concorda. Afinal, nada é culpa dele. Mesmo quando ele diz que a vacina, que salva a vida de milhões de brasileiros todos os dias, pode provocar AIDS

É claro que ele já está dizendo que ele não disse porque ele nunca diz o que ele diz e nada nunca é culpa dele. Mas ele disse e esse absurdo foi incluído no relatório e a CPI pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o presidente seja banido das redes sociais.

Como crise pouca é bobagem, a inflação está corroendo o bolso dos brasileiros. Mas isso também não é culpa dele.  

E o combustível aumentou de novo. A Petrobras anunciou na segunda-feira (25) mais um reajuste no preço do diesel e da gasolina. É o segundo aumento em menos de um mês. Aliás, só neste ano, a gasolina subiu mais de 73% nas refinarias. Mas isso também não é culpa dele. 

Participam os jornalistas Geórgia Santos, Flávia Cunha, Igor Natusch e Tércio Saccol. Você também pode ouvir o episódio no SpotifyItunes e Castbox

Fotos: Isaac Nóbrega/PR

Author

Jornalista, radialista, cientista política e uma viajante inveterada. Tem uma relação de amor com a comida. Gringa, não recusa um vinho e uma polenta. Fez da viagem um objetivo de vida. Lisboa é um dos seus lugares preferidos no mundo, embora as melhores histórias estejam na Itália.

Comentários no Facebook