No episódio desta semana, vamos falar de impeachment. Calma, vamos especificar, porque entre Estados Unidos e os cinco anos do golpe institucional contra Dilma Rousseff se aproximando, é importante esclarecer. Vamos falar sobre o impeachment de Bolsonaro – ou, pelo menos, da possibilidade de Jair não terminar os dois anos de mandato que lhe restam. 

.
Não, o processo não foi aberto. Por enquanto, ainda é um sonho. Mas, pela primeira vez desde 2018, é um sonho que pode ser concretizado
.

No último final de semana, manifestações pelo país pediam a saída de Jair Bolsonaro. Editoriais de jornais tradicionais, que antes apoiaram “Paulo Guedes”, agora também pedem a saída do presidente da República. Enquanto isso, os crimes de responsabilidade são empilhados no Palácio do Planalto.  O ministro da saúde, Eduardo Pazuello já está sendo investigado pela responsabilidade no caos da saúde de Manaus. Rodrigo Maia já acena com a palavra crime. Aliados parecem estar pulando da barca. E há evidências escancaradas de que o governo federal rejeitou milhões de doses de vacinas contra o coronavírus.

O que está faltando, então, para o Impeachment de Bolsonaro? Mais crimes? Pressão popular? Apoio do Centrão à causa? Vontade política de Rodrigo Maia? O alinhamento dos astros? O Faustão sair da Globo? Opa.

Participam os jornalistas Geórgia Santos, Flávia Cunha, Igor Natusch e Tércio Saccol. Você também pode ouvir o episódio no SpotifyItunes e Castbox

Geórgia Santos
Author

Jornalista, radialista, cientista política e uma viajante inveterada. Tem uma relação de amor com a comida. Gringa, não recusa um vinho e uma polenta. Fez da viagem um objetivo de vida. Lisboa é um dos seus lugares preferidos no mundo, embora as melhores histórias estejam na Itália.

Comentários no Facebook