No episódio de hoje, Jair Bolsonaro, STF e Trump. O presidente indicou o desembargador Kassio Nunes Marques, de 48 anos, para a vaga deixada por Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal. E no último final de semana, participou de reunião na casa do ex-presidente da corte, o ministro Dias Toffoli, em que os dois trocaram um caloroso abraço.

.
O problema é que o abraço e a indicação causaram desconforto em aliados. Aliás, aliados que pareciam inabaláveis.
A extremista Sara Giromini, por exemplo, disse que não conhece mais o homem que ajudou a eleger
.

Bolsonaro foi criticado pelos eleitores por não escolher um nome terrivelmente evangélico. Mas no ano que vem, abre outra vaga no Supremo Tribunal Federal com a aposentadoria de Marco Aurélio Melo e ele garantiu, em evento em uma Igreja Evangélica em São Paulo, que indicará um pastor. E como se não houvesse tretas o suficiente, Jair Bolsonaro também anda fritando Paulo Guedes e a gente vai aproveitar o fogo no parquinho para falar da tal da Renda Cidadã.

.
Enquanto isso, no topo do mundo, Donald Trump foi diagnosticado com Covid-19
.

Em plena eleição nos Estados Unidos e com o democrata Joe Biden liderando as pesquisas, o atual presidente chegou a ser internado. Como disse o Jornalista Jake Tapper, da CNN, Trump se transformou no símbolo do próprio fracasso. Agora, com clara dificuldade para respirar, diz em vídeo que o vírus não deve nos dominar.

Participam os jornalistas Geórgia Santos, Flávia Cunha, Igor Natusch e Tércio Saccol. Você também pode ouvir o episódio no SpotifyItunes e Castbox e outros agregadores.

 

 

Geórgia Santos
Author

Jornalista, radialista, cientista política e uma viajante inveterada. Tem uma relação de amor com a comida. Gringa, não recusa um vinho e uma polenta. Fez da viagem um objetivo de vida. Lisboa é um dos seus lugares preferidos no mundo, embora as melhores histórias estejam na Itália.

Comentários no Facebook