Neste episódio, discutimos a efetivação do General Pazuello, o preço do arroz, os incêndios no Pantanal e a culpa de Bolsonaro.

O governo federal parece estar satisfeito com a falta de ação e combate no que diz respeito à pandemia do novo coronavírus. Jair Bolsonaro está tão satisfeito com as mais de 132mil mortes que resolveu efetivar o general Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde. Ele assumiu a pasta em maio, interinamente, após a saída de Nelson Teich. Desde então, Pazuello está alinhado com o discurso do presidente, que segue defendo a cloroquina e, na prática, fazendo nada para impedir que o vírus se espalhe.

.
Apesar de elogios de apoiadores e da famiglia Bolsonaro, que acha que ele está fazendo um grande trabalho, o Brasil continua como case de fracasso no combate à doença
.

E como se não bastasse, o Pantanal ainda queima e agora, pra completar a tragédia, o brasileiro não pode nem comer arroz com feijão. O preço do cereal está nas alturas e alguns, basicamente, dizem para a população comer brioches. Mas aqui não. Nós explicamos porque a alta no preço do arroz e as consequências de se efetivar Pazuello no Ministério da Saúde.

Participam os jornalistas Geórgia Santos, Flávia Cunha, Igor Natusch e Tércio Saccol. Você também pode ouvir o episódio no SpotifyItunes e Castbox e outros agregadores.

Geórgia Santos
Author

Jornalista, radialista, cientista política e uma viajante inveterada. Tem uma relação de amor com a comida. Gringa, não recusa um vinho e uma polenta. Fez da viagem um objetivo de vida. Lisboa é um dos seus lugares preferidos no mundo, embora as melhores histórias estejam na Itália.

Comentários no Facebook