“Primeiro, tenho que me engajar; em seguida, agir segundo a velha fórmula: ‘não é preciso ter esperança para empreender’. Isso não quer dizer que eu não deva pertencer a um partido, mas que não deverei ter ilusões e que farei o melhor que puder.”

Jean-Paul Sartre

A inspiração sartreana foi um dos motivos que fizeram a filósofa, escritora e professora Atena Beauvoir Roveda ingressar na vida política. A reflexão foi feita durante a entrevista para o projeto Ativismo e Arte. “Me inspirei em Sartre, que propôs a literatura engajada à alguma luta social, política ou popular. Afinal, a literatura quer mudar o mundo de dentro para fora. Na política, é o oposto”, analisa. Além disso, a inspiração da filosofia existencialista de Jean Paul Sartre também já virou livro: Libertê: poesia, filosofia e transantropologia, lançado em 2018.

.

Engajamento e luta

No ano passado, ao refletir a respeito deste engajamento à uma luta, a escritora decidiu ir à prática política, concorrendo à vereadora, em Porto Alegre. Atualmente, ocupa o cargo de presidente municipal do PDT Diversidade. Apesar da inegável importância do tema diversidade, ela pondera que ser uma mulher transsexual não a define em todos os seus interesses e causas “As pessoas às vezes acham que por eu ser LGBT essa deva ser a minha única posição epistemológica, existencial, de produção de conhecimento”, observa, referindo-se ao ramo da filosofia que se ocupa do conhecimento científico. “Mas se tem algo que me diferencia por ser uma mulher trans é ter a couraça mais dura”, destaca. 

Essa “couraça” fez ela não recuar quando teve um livro negado por uma editora. Ao contrário, a fez querer lutar. Após a recusa do original, decidiu criar a editora Nêmesis, em 2019, para dar visibilidade a obras escritas por pessoas trans e travestis. Aliás, Nemêsis é uma escolha, no mínimo, instigante. Já que este é o nome da deusa grega da justiça redistributiva e da vingança. Mas Atena atribui um outro sentido à essa palavra, ao afirmar, em suas redes sociais, que “sua literatura é um ato de vingança: vingar a vida fazendo gerar vida”, em uma menção ao livro Contos Transantropológicos. 

E, em breve, o tema política será abordado em livro. A obra A Semente Brasileira será lançada ainda em 2021. “Quero apresentar este assunto de uma forma que não nos distancie da prática. Demonstrar que a política não se prende às estruturas partidárias, já que ela se encontra também em outros espaços.” Atena considera que seu novo livro também é um convite à lucidez. “Se a gente quer uma democracia justa, plural e lúcida, precisamos agir dessa forma no nosso dia a dia”, enfatiza. 

.

Atena Beauvoir Roveda 

Nascida em Porto Alegre-RS, é escritora, poeta, professora e filósofa. Ou como ela mesmo se define, uma livre pensadora em Educação, Cultura e Política. Idealizadora da Nêmesis Editora. Para mais informações sobre os livros e projetos da autora, acessem seu perfil no Instagram

.

Ouça o podcast com a entrevista completa

 

.

Ativismo e Arte – Quem Faz

Uma produção Vós e F Cunha Produtora

Apresentação e produção: Flávia Cunha

Edição de imagem e concepção gráfica: Flávio Siqueira

Edição de áudio: Geórgia Santos



 

Author

Flávia Cunha é jornalista há mais de 20 anos e mestre em Literatura Comparada pela UFRGS. Desde 2015, atua somente na área cultural, em projetos literários e musicais. Sua paixão pelas duas áreas virou oficialmente uma empresa em 2018. Para saber mais: www.flaviacunha.com.br

Comentários no Facebook