Já nos sentimos sobrecarregados com tudo o que aconteceu desde o primeiro dia de 2019. Em 25 de janeiro, uma barragem de minérios da empresa Vale rompeu-se no município de Brumadinho, em Minas Gerais. Até o momento, são 165 mortos, 155 desaparecidos e 138 pessoas desabrigadas. No dia seis de fevereiro, uma chuva torrencial provocou alagamentos e deslizamentos no Rio de Janeiro. Sete pessoas morreram. Dois dias depois, um incêndio atingiu o alojamento da base do Flamengo e dez adolescentes morreram. O que todas essas tragédias tem em comum? São evitáveis. Nada disso precisava ter acontecido se houvesse cuidado, fiscalização, responsabilidade e, principalmente, preocupação com a vida das pessoas. Por isso o Bendita Sois Vós pergunta até quando vamos morrer em tragédias que poderiam ter sido evitados?

Participam os jornalistas Geórgia Santos e Igor Natusch.  Juliana Deprá, representante do Movimento dos Atingidos por Minério (MAM) fala sobre Brumadinho e os impactos da extração de minério no Brasil. Já o professor Telmo Brentano, que é engenheiro civil e especialista em incêndio, fala sobre o incêndio no CT do Flamengo. 

No Sobre Nós, Raquel Grabauska aborda a questão da legislação no Brasil e em outros países. 

O Bendita Sois Vós também está disponível em Spotify, Itunes e Castbox.

Geórgia Santos
Author

Jornalista, radialista, cientista política e uma viajante inveterada. Tem uma relação de amor com a comida. Gringa, não recusa um vinho e uma polenta. Fez da viagem um objetivo de vida. Lisboa é um dos seus lugares preferidos no mundo, embora as melhores histórias estejam na Itália.

Comentários no Facebook