Há um mundo de alternativas aos serviços de streaming que dominam o mercado. E com filmes melhores. Enquanto o isolamento social segue uma necessidade fundamental para conter a disseminação novo coronavírus, vários festivais, cineastas e mostras estão liberando filmes de seus catálogos online, com acesso gratuito. Filmes raros, estreias, descobertas, enfim, outros mundos a explorar.

No Bazofi, por exemplo, os filmes têm horários de exibição no canal do festival no YouTube, aqui. A programação sai todos os dias na página do Facebook, aqui. Vai até o dia 3 de maio.

O Festival Internacional de Cinema de Brasília também está com programação online e gratuita. Além de uma retrospectiva Kirk Douglas, com 5 filmes do ator, tem o novo filme do Albert Serra, Liberté (que, por sinal, fica em exibição apenas até o 25 à noite). O Festival termina no domingo, 26. Para assistir aos filmes, basta fazer um cadastro rápido na Locke, também gratuito. Acesso aqui.

O Fantaspoa – Festival Internacional de Cinema Fantástico de Porto Alegre está com uma programação online com algumas dezenas de filmes disponíveis no Fantaspoa at home. Após perder patrocinadores, o Festival está buscando condições de produção de sua próxima edição. Há uma campanha de financiamento coletivo em curso até o dia 28 de abril.

O Instituto Goethe, em parceria com a Filmgalerie 451, manterá uma seleção de filmes online até o final de junho. Para ver a lista de filmes disponíveis no Goethe on demand, eis o link.

O catálogo online do Arsenal Institut liberou dezenas de filmes, com incentivo e apoio dos cineastas. Tem coisa fina por lá.

O MyFrenchFilmFestival liberou cerca de 70 curtas-metragens. Para assistir, o site também pede um cadastro rápido. Os filmes ficam abertos até o final do mês, neste link.

A programação virtual da Cinemateca Capitólio está publicando, diariamente, links para diversos filmes no Facebook e no Instagram. Todo dia, às 18h, um filme novo é colocado por lá. Além dos filmes, a Cinemateca está publicando as seções “Histórias do Cinema Gaúcho” e “Cartazes do Cinema Gaúcho”, que resgata o trabalho dos profissionais da Cinemateca na preservação da memória do cinema gaúcho. Vale acompanhar.

Bônus: os curtas dos cineastas da produtora mineira Filmes de Plástico já estavam disponíveis no canal do YouTube, mas fica a recomendação extra. Os filmes são incríveis. São da Filmes de Plástico dois dos melhores filmes brasileiros dos últimos anos, No Coração do Mundo, do Gabriel Martins e do Maurilio Martins, e Temporada, do André Novais Oliveira.

Pedro Henrique Gomes
Author

Crítico de cinema. Membro da ACCIRS – Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul. É um dos editores do Zinematógrafo e colaborador das revistas Janela e Teorema. Publica no blog Tudo É Crítica.

Comentários no Facebook