As pessoas tem o hábito estranho de ter intimidade com uma mulher grávida ou com filhos. Mesmo que se trate de uma estranha em uma pracinha.  É impressionante. Alguns a gente até releva, mas tem muita coisa sem noção. Por isso, fiz uma lista com as cinco coisas mais sem sentido que já ouvi na maternidade. 
  1.  Eu grávida, quase parindo. Uma senhora mãe de dois filhos me diz: fiquei grávida duas vezes, foi muito tranquilo. Meu único medo era morrer no parto…
  2.  Tive muito enjoo o tempo todo nas duas gestações. Quando tava grávida do segundo filho, minha mãe faleceu. Então imaginem como andava o meu semblante. Ouvi: “tu deve estar grávida de menina. Menina tira toda a beleza da mãe. E olha a tua cara!”
  3.  Escolhendo o nome do segundo filho. Todos: já sabem o nome? Nós resolvemos chamar o bebê de Tom, foi o nome que o irmão dele escolheu. Uma senhora: Tom? Que feio! Coloca pelo menos Tony!
  4. Andando com os guris. Perguntam os nomes. Falamos: Benjamin. Comentários: ai, que nome lindo! E o outro? Respondemos: Tom. Comentários: annnnnn…
  5.  Benjamin mega cabeludo, nós na praça. Um pai com a filha se aproxima querendo assunto. Oi, pra lá, oi pra cá e ele: qual o nome dela? Respondi: ele, é um menino. Benjamin. O pai da criança continuou incrédulo: o nome dela é Benjamin?????
Raquel Grabauska
Author

Ela respira teatro. Atriz, diretora, produtora. Coordena o grupo Cuidado Que Mancha e o Espaço Cuidado Que Mancha. Péssima cozinheira, ótima de apetite. Já fez muitas coisas legais na vida, mas nada tão legal quanto o Benjamin e o Tom, os filhos. Por causa deles, pensa a maternidade meio que o tempo todo. Essa inquieta adora viajar e tem medo de galinha – menos no prato.

Comentários no Facebook